Quem almoçou com a gente  
» Retrospectiva
 
   
08 DE JUNHO DE 2017

No dia 08 de junho de 2017 a Sociedade Médica de Sergipe Teve a honra de receber um baluarte e defensor da educação do estado de Sergipe o Diretor Geral da Universidade Pio Décimo o Prof. José Sebastião dos Santos. 

Reiteradas vezes os participantes do almoço mostraram como o lado humano e de respeito ao próximo se mostrava presente na personalidade de nosso convidado ao longo de toda vida, e foi com essa atmosfera de alegria que pudemos conhecer mais da figura bastante simpática e de grande carisma que ajudou a construir um império da educação no Estado de Sergipe e hoje é figura reconhecida e reverenciada por seus relevantes serviços prestados à sociedade do estado. José Sebastião dos Santos tem nos anais da história educacional do Estado de Sergipe pela sua grande e significativa contribuição na formação de profissionais qualificados para o mercado de trabalho no estado e no pais. Também é Diretor do Colégio Pio Décimo que oferta os ensinos fundamental, médio e cursos técnicos em várias áreas. Seu trabalho educativo é referência destacando-se a honradez em suas ações.
A história da PIO DÉCIMO começa no dia 29 de maio de 1954, data da fundação do Ginásio Pio Décimo pelo Professor Joaquim Soares Lima, mais tarde transferido para os senhores Jamisson de Amaral e o Coronel Victor que dirigiram o Ginásio até a data que foi adquirido pelo professor José Sebastião que preocupou-se com a formação de um corpo docente que o dignificasse . No início com autorização do MEC, passou a oferecer o curso técnico em contabilidade.
Em 17 de agosto do ano de 1967 o Professor José Sebastião dos Santos adquire o Ginásio que se encontrava em circunstância de decomposição, material, pedagógica e social. Matriculados 89 anos alunos dos quais 29 foram expulsos a bem da disciplina e ética. Enfrentando com coragem e fé, o Professor utilizou o método do “corpo a corpo” e levou o Ginásio para o desfile do sete de setembro com 319 alunos naquele mesmo ano. Mais tarde o Ginásio foi transformado em Colégio através da Resolução nº 01 do Conselho Estadual de Educação passando a oferecer o Curso Pedagógico e outros nas áreas de administração e comércio. Sempre enfrentando obstáculos, todos superados pela fé, reivindica ao MEC os Cursos superiores de Licenciatura em Pedagogia e Bacharel em Direito, conseguindo o Curso de Licenciatura em Pedagogia. Surge aí, a Associação de Ensino e Cultura “PIO DÉCIMO”.

A Faculdade Pio Décimo constitui-se hoje de três Campi, nove Cursos de Graduação, Hospital Veterinário e Fazenda Escola. 

   
01 DE JUNHO DE 2017

 

O dia 01 de junho de 2017 foi marcado por grande emoção e a demonstração do grande carinho que amigos, alunos e companheiros de profissão demonstraram ao falar sobre o Dr. José Teles de Mendonça, o então convidado no dia de hoje, a infância e adolescência humilde e como foi galgando aos poucos os degraus do êxito e hoje merecidamente e a base de muito esforço é referência como cirurgião cardiovascular e professor da Universidade Federal de Sergipe.
 
Dr. José Teles de Mendonça disse que se sentia bastante honrado pelo convite de poder falar sobre sua trajetória de vida e emocionado em estar na presença de amigos e grandes profissionais da Medicina Sergipana, o prestigiando e se deliciando com os causos e absorvendo um pouco do conhecimento de alguém que buscou sempre dar o melhor de si ao próximo e ser o melhor no que se propôs que é salvar vidas. Falou também como se sentia sortudo em ter conhecido e dividido a vida com pessoas que até hoje se mantiveram próximas e que foram e são ate hoje amigos muito próximos e uma amizade que data desde o período de escola.
Falou que foi na medicina que se encontrou e hoje é realizado e reconhecido pela classe com relevantes serviços prestados à Sociedade.

Em resumo foi uma tarde bastante agradável onde podemos conhecer um pouco mais do “homem” José Teles de Mendonça, querido professor, amado por seus amigos e admirado pelos colegas de profissão. 

   
25 MAIO DE 2017
No dia 25 de maio do corrente ano a Sociedade Médica de Sergipe contou com a presença do ilustre reitor da Universidade Tiradentes, o professor Jouberto Uchôa de Mendonça para o almoço Somese. O convidado se disse bastante envaidecido pelo convite e de poder estar na companhia de referencias médicas do estado e tantas outras personalidades de grande importância como o empresário, político, Dr. Albano Franco. 
Uchôa falou um pouco de sua trajetória na construção do que hoje é uma referencia no ensino em todo o país. A Universidade Tiradentes cumpre um importante papel social, por meio dos projetos de extensão nas mais diversas áreas, alguns exemplos dos serviços: Clínica Odontológica (cerca de 100 mil atendimentos); Laboratório Central de Biomedicina; Centro de Educação (ensino fundamental gratuito para 300 crianças carentes); Clínica de Psicologia; Centro de Saúde (tratamento gratuito de fisioterapia para milhares de pacientes). 
No último dia 21 de abril de 2017 o Grupo Tiradentes celebrou, seus 55 anos de existência, nesta mesma data, o Brasil rememora a vida e morte de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, um herói nacional, símbolo da luta pela independência, cujo nome orna de orgulho e responsabilidade o projeto educacional da Unit que permite a milhares de brasileiros, especialmente nordestinos, o acesso ao ensino superior de qualidade. A Universidade Tiradentes firmou uma parceria com o Google o que dará à Unit a oportunidade de enviar seus acadêmicos “sobretudo da área de Computação” para viver experiências no exterior.
O Grupo Tiradentes chega aos 55 anos como a décima segunda maior empresa particular de educação superior em atuação no Brasil, concorrendo com outras empresas de capital estrangeiro. Suas Unidades estão espalhadas em cinco estados da região – Alagoas, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.
É da Universidade Tiradentes o primeiro programa sergipano de pós-graduação stricto sensu na área de Engenharia; o primeiro mestrado em educação entre as IES particulares do Norte, Nordeste e Centro-Oeste; e o segundo doutorado em Biotecnologia Industrial aprovado no País. Já o Centro Universitário Tiradentes é reconhecido pelo Ministério da Educação como a melhor instituição de ensino superior de Alagoas, entre públicas e particulares, de acordo com o Índice Geral de Cursos – IGC Contínuo.
   
18 DE MAIO DE 2017
“O papel da UFS no desenvolvimento socioeconômico e cultural do Estado de Sergipe”. Este foi o tema da palestra que aconteceu no almoço de hoje, 18 de maio, na Sociedade Médica de Sergipe. A convite do presidente da Somese o Dr. José Aderval Aragão, o reitor da UFS Angelo Roberto Antoniolli, fez uma reflexão sobre os rumos da educação pública no Estado de Sergipe, o crescimento da UFS nos últimos anos, além de como a instituição colabora com o desenvolvimento de Sergipe.
Antoniolli focou o seu discurso na demonstração do atual momento da universidade, citando índices de sua ampliação nos últimos sete anos. Segundo ele, o número de estudantes triplicou, passando de 10 mil para mais de 24 mil. Para dar suporte a esta nova realidade, nesse mesmo período o número de doutores contratados aumentou de 160 para 900. “O desafio agora é fazer com que os mestres, doutores e todos os que fazem parte da UFS se aproximem das necessidades da sociedade, é necessário que todos estejam focados na realidade local”, explicou ele.
Dr. Angelo falou também da liberação de recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Um dos contemplados com o benefício foi o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), que receberá em 2017 cerca de R$ 5 milhões.
A primeira parcela desse montante será utilizada para adquirir móveis hospitalares, instrumentais cirúrgicos, ventiladores pulmonares, mesas cirúrgicas, aparelhos de anestesia e equipamentos úteis à produção da unidade de fisioterapia, cujos processos licitatórios já estão concluídos com atas de registro de preços vigentes. O Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais possibilita investimentos estratégicos. “São investimentos em mobiliários, como camas hospitalares, modernas e equipamentos. Sem esses investimentos, não seria possível, por exemplo, expandir serviços e aperfeiçoar o hospital tecnologicamente”, declarou excelentíssimo reitor da Universidade Federal de Sergipe que nos deu o prazer de sua presença.
   
11 DE MAIO DE 2017
A CLINRADI centro de Referencia em Oncologia no Norte e Nordeste e o tratamento da Radio-Oncologia, foram o foco de discussão do tradicional almoço realizado nesta quinta-feira, 11/05, na Sociedade Médica de Sergipe - SOMESE. O Convidado do dia foi o Dr. Willian Giovanni, e sua renomada equipe de profissionais que possuem vasta experiência em radioterapia e diagnósticos por imagem.
O centro médico vai atender também pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e proporcionar não só a diminuição da fila de pacientes sergipanos que realizam Tratamento Fora de Domicílio (TFD), como também melhor prestação de atendimento e diminuição dos custos do Estado, que deixará de transferir sergipanos para hospitais de outras localidades. O investimento para construção é superior a R$ 18 milhões, sendo R$ 9.887.876,57 fonte do programa Inovação e Serviços, do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Além de equipamento de Braquiterapia, no qual a fonte radiação é colocada dentro ou junto à área que necessita de cuidados médicos, e é utilizado normalmente em pessoas com câncer do colo do útero, da próstata e da pele, a clínica contará, inicialmente, com dois aceleradores lineares, ou seja, aparelhos de radioterapia utilizados em diversos tratamentos. Posteriormente estarão à disposição aparelhos para diagnóstico e planejamento.
O projeto da clínica abrange não só a realização do tratamento do câncer, como também a formação e qualificação de profissionais e geração de empregos para mão de obra local. São cerca de 100 postos de trabalhos diretos e indiretos. Além disso, será utilizada aparelhagem moderna em uma clínica de quase 3 mil m², com 38 vagas de estacionamento. Conforme previsão da equipe médica, a clínica terá capacidade para realização de 210 tratamentos por mês, sendo 70 de radioterapia convencional e o restante por meio da Braquiterapia.“A Clinradi vai ter acelerador linear capaz de realizar radioterapia 3D, IMRT, VMAT, IGRT e Radiocirurgia, que são técnicas de radioterapia super modernas. Além disso, o aparelho de Braquiterapia 3D, único na região, com capacidade de realização de aproximadamente 140 tratamentos por mês”.
   
04 DE MAIO DE 2017.

Foi com muito prazer que recebemos o então Diretor Presidente do Hospital de Cirurgia o Dr. Milton Souza de Santana que palestrou sobre a atual situação do H.C e cujo tema foi: “Existe Crise no Hospital de Cirurgia?”. Dr. Milton Souza tratou com bastante serenidade de assuntos espinhosos no que se refere à crise generalizada no estado e no país tendo reflexo assim em todas as esferas ocupacionais e logicamente também na saúde. Dr. Milton alegou estar empenhado e focado em transformar dentro de muito pouco tempo o H.C no melhor em capacidade de atendimento no Brasil e retificou o compromisso em trabalhar para que esse objetivo seja alcançado e que não há disputas internas nem desavenças relacionadas à interesses individuais.

O Dr. Milton Souza foi empossado no cargo de Diretor Presidente do H.C na data de 24/03/2017 onde exercerá o mandato até o ano de 2021. De acordo com o Estatuto interno da Fundação de Beneficência Hospital de Cirurgia, a cada 4 anos há o pleito para a mudança de sua Mesa Administrativa. Após uma votação feita em Assembleia do Conselho Deliberativo na última terça (21/03/2017), o Dr. Milton Santana foi eleito o novo Diretor Presidente da FBHC, no lugar de Gilberto dos Santos (ex-diretor presidente e atual tesoureiro).

Dr. Milton é especializado em Obstetrícia, Ginecologia e Ultrassom e, no HC, tem sua atuação na Unidade de Terapia Intensiva. O médico explica que a responsabilidade é grande e que algumas pendências precisam ser sanadas. “O intuito é colocar para funcionar, vou me unir às equipes, pois temos um corpo técnico excelente e, juntamente com os órgãos públicos que trabalham com o Hospital, precisamos conseguir dar condições para o Hospital trabalhar a contento”, conclui.

   
27 DE ABRIL DE 2017

Na tarde desta quinta-feira o então atual Secretário de Saúde do Estado O Sr. José Almeida Lima foi o convidado do tradicional almoço da Sociedade Médica de Sergipe onde na presença de convidados médicos e amigos da Somese tratou de assuntos espinhosos no que se refere a atual situação da saúde pública do estado.
A reestruturação dos serviços de saúde para contribuir na melhoria da assistência à população foi um dos temas abordados pelo Secretário no almoço semanal da Somese.
“Sergipe é apenas um recorte do que existe no país em relação à saúde pública. O orçamento da Saúde para 2017 na ordem de R$ 1 bilhão. Não considero pequeno esse volume de recursos. Precisamos fazer mais com menos. Temos que nos virar com esse orçamento para que possamos ofertar serviços com qualidade. O problema da Saúde não é dinheiro: é gestão. Os recursos para as unidades podem aumentar se cada uma tiver uma boa gestão”, afirmou Almeida Lima.
O gestor estadual explicou que o momento é de somar esforços para que a Saúde de Sergipe avance e garanta resolutividade ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Não é meu foco ficar olhando para trás. O objetivo do Governo do Estado é garantir assistência de qualidade ao sergipano e tenho total apoio do governador Jackson Barreto. Fazemos gestão pública para que os recursos sejam suficientes. Nossa preocupação é que esse dinheiro seja suficiente para o atendimento à população”, declarou.
Almeida Lima explicou que é preciso estabelecer prioridades para que os recursos sejam bem administrados. Uma boa gestão, segundo ele, faz a diferença.
“Criaremos condições para melhorar a assistência. Cheguei para tomar decisões e estou tomando. Estou na Saúde para gerenciar e estabelecer uma gestão dentro daquilo que sei fazer. É uma área prioritária e problemática em Sergipe como em todo o país. Os serviços de saúde no estado de Sergipe, no governo Jackson Barreto, vão melhorar. É gratificante saber que trabalhamos para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, pontuou.
Almeida Lima falou, também, sobre a importância do diálogo para ampliar e fortalecer a assistência, e que o gabinete está sempre de portas abertas para o diálogo entre servidores, entidades sindicais, representantes dos municípios e a população.
   
20 DE ABRIL DE 2017
Tivemos a honra em receber o Professor e Doutor Eduardo Antônio Conde Garcia para o almoço da ultima quinta-feira dia 20/04/2016, muitos dos convidados demonstraram todo o seu carinho e admiração pela figura que de uma forma ou de outra impactou positivamente a vida de cada aluno ou amigo que passou por sua vida, Dr. Eduardo segundo seus colegas, sempre teve uma postura ética e de respeito no trato com seus amigos, pacientes e alunos.
Admirado na área não só por sua competência como profissional mas como um exemplo de Ser-      Humano e que com certeza fará falta aos companheiros já que se aposentou, mas com certeza deixa um legado consistente de serviços prestados a área da saúde e educação. 
Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Sergipe (1968), é Doutor em Biofísica (Ciências Biológicas) pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1975) e tem curso de extensão pós-doutoral no Instituto Venezolano de Investigaciones Cientificas (IVIC), Caracas, Venezuela (1976), onde estudou sobre o transporte celular de cálcio. Foi Reitor da Universidade Federal de Sergipe (1984-1988), Presidente da Sociedade Brasileira de Biofísica (SBBf) (1976-1978) e Presidente da Academia Sergipana de Medicina (ASM) (2003-2005). É também Membro Ativo da Academia Sergipana de Letras. Organizou o 1o. Congresso Brasileiro de Biofísica (1971), ponto de partida para a revitalização da SBBf. Criou a logomarca deste congresso que depois foi aprovada como logomarca oficial da SBBf. É Professor Titular de Biofísica da UFS e nesta universidade fundou e chefia o Laboratório de Biofísica do Coração (LBC) onde desenvolve projetos envolvendo os seguintes temas: eletrofisiologia do miocárdio e do cardiomiócito, contratilidade miocárdica, efeitos de produtos naturais obtidos de plantas brasileiras sobre o coração de mamífero e memória inotrópica no miocárdio de mamífero. Foi Professor Orientador do programa de Mestrado e Doutorado em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Sergipe, dos programas de pós-graduação (Mestrado e Doutorado) em Cardiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da Universidade Federal de Pernambuco. Foi professor credenciado como Orientador do Programa de Mestrado e Doutorado do Laboratório de Tecnologia Farmacêutica da Universidade Federal da Paraíba. É membro do Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Basis) do Instituto Nacional de Estudos (SINAES/INEP/MEC), estando credenciado como Avaliador Institucional e como Avaliador de Cursos e Instituições do SINAES/CAPES. É Presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade Federal de Sergipe onde ocupa a posição de representante da Presidência da República. É autor do livro-texto BIOFISICA (Editora SARVIER, São Paulo, 1998), FRESTA (Livro de poesia, Gráfica Diplomata, Aracaju-SE, 1989) e ANTONIO GARCIA FILHO E A FACULDADE DE MEDICINA DE SERGIPE - CRIADOR E CRIATURA - (SERCORE ARTES GRAFICAS,SE, 2008). Está citado no WHO'S WHO IN SCIENCE AND ENGENEERING (2000-2001).

 

 

   
30 DE MARÇO DE 2017.

 

Num clima bastante agradável a Sociedade Médica de Sergipe teve o prazer de receber um dos nomes mais conhecidos da Medicina em Sergipe, o baiano Dietrich Wilhelm Todt.

 

O médico e ex-professor da Universidade Federal de Sergipe, nos brindou com excelentes histórias sobre a sua trajetória de dedicação a profissão e dos percalços por que passou pela falta de equipamentos da época, em uma época onde se fazia visitas de porta em porta ao pacientes e nem sempre o acesso à esses lugares era fácil. Dr. Dietrich Wilhelm Todt se mostrou bastante feliz e orgulhoso pelo convite e alguns de seus colegas de profissão e familiares demonstraram bastante admiração ao relatar como foi o inicio da amizade e o convívio com o convidado.
Nascido em 27 de Dezembro em Salvador. Dr. Todt formou-se em medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e posteriormente tornou-se mestre em Pneumologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS).
Na UFS, Todt foi professor adjunto e chefe do Departamento de Medicina tendo tido também experiências importantes como ter sido membro fundador de Academia Sergipana de Medicina.
Todt recebeu os títulos de “Cidadão Aracajuano”, concedido pela Câmara de Vereadores, e de “Cidadão Sergipano”, oferecido pela Assembleia Legislativa de Sergipe. Casado com Eunice de Azevedo Todt, ele possui cinco filhos, sendo dois médicos, e 13 netos – dois deles também se tornaram médicos e duas netas estão na Faculdade de Medicina.

 

   
23 DE MARÇO DE 2017
Na tarde desta quinta feira dia 23/03 a Sociedade Médica de Sergipe recebeu o já notabilizado por sua competência como médico o Dr. André Sotero, enfrenta mais uma árdua jornada agora como Secretário de Saúde do Município de Aracaju que se encontra em situação de precariedade em todo o seu aparelhamento de saúde pública, o que gera mais tempo gasto para analise de dados e onera ainda mais a máquina pública que já conta com uma dívida que supera os 65 milhões de reais. O secretário falou também com pesar da atual greve dos médicos que se alastra por meses sem uma previsão de término definida pela classe afetada.
Outro foco importante foi dado pelo secretário sobre a falta de inúmeros aparelhos para a execução de exames para a população onde a falta de recursos e má gestão de governos passados cobra o seu preço da gestão atual que se vê numa crise sem precedentes. Outro grande problema é o descrédito pelos fornecedores que se negam a oferecer os seus serviços em virtude de dívidas antigas não quitadas.
Em resumo o panorama da saúde publica do município não é nada bom e o secretário pediu paciência aos usuários e a união da classe médica para juntos tentar achar uma luz no fim do túnel.
Páginas:
1
2
3
4
5
6
 
 
 
Dr.
Lúcio Antonio Prado Dias
Confira...
Dr.
Déborah Pimentel
Confira...


Dr.
Petrônio Andrade
Confira...
 
IPEMED
 
 
Receba novidades da Somese em seu e-mail
 
 
 
 
Sociedade Médica de Sergipe - Somese
Rua Guilermino Rezende, 426 - Bairro Sao José - Aracaju SE
CEP: 49020-270 - Telefax: (79) 3211-0719
 
Copyright - Todo conteudo desse site tem total direitos reservados, 2010